A carregar...

A POLÍTICA DO SER

18.85 16.96

«Os trabalhos históricos de Farias, e sobretudo Ott, (bastante rigorosos e fiáveis), revelaram, suficientemente, a extensão e a gravidade do compromisso nazi de Heidegger.

Em stock

10% de Desconto Imediato
Compre agora e ganhe 16 Pontos!
Frequentemente comprado em conjunto
1 × HINOS DE HOLDERLIN

Em stock

18.89 17.00
13.61 12.25
19.08 17.17

«Os trabalhos históricos de Farias, e sobretudo Ott, (bastante rigorosos e fiáveis), revelaram, suficientemente, a extensão e a gravidade do compromisso nazi de Heidegger. A estratégia de recusa dos seus partidários consistiu, como se sabe, em separar a obra da pessoa. A brilhante obra de Wolin opõe-se a tal esforço, não reduzindo a teoria à biografia, mas mostrando a presença, entre a filosofia de Heidegger e as suas tomadas de posição políticas, de um sistema de vasos comunicantes. Num primeiro momento, Wolin analisa as afinidades de Sein und Zeit com o antimodernismo dos mandarins alemães, fundadas sobre as oposições entre Kultur e Zivilisation ou entre Gemeinschaft e Gesellschaft. Assim, nos anos 20, Heidegger estaria próximo do romantismo anticapitalista. Wolin sublinha que o seu objectivo não é projectar as escolhas políticas de Heidegger, em 1933, sobre os seus escritos filosóficos dos anos 20, mas mostrar a lógica interna da sua evolução. Contudo, chega, por vezes, a sugerir uma ligação, mais ou menos directa entre este tipo de antimodernismo neo-romântico e o compromisso nacional-socialista de Heidegger. Wolin constata, igualmente, que o quadro existencial formal e abstracto de Ser e Tempo, com o seu deliberacionismo vazio de conteúdo intrínseco, teria podido conduzir o seu autor tanto para o bolchevismo como para o nacionalismo. Salutar provocação, este livro apaixonante reúne compromisso lúcido e erudição atenta. Esta obra é importante: é a tentativa, até agora mais séria e profunda, de pôr em evidência as complexas e ocultas ligações entre a filosofia de Heidegger e a sua política.» Michael Löwy «O livro de Wolin é sofisticado no argumento e cuidadoso na documentação O autor combina a história intelectual com a crítica filosófica de uma forma que é compreensível, acessível e envolvente. A mais importante crítica de Wolin é a que nos aponta a filosofia de Heidegger como não adequada enquanto filosofia política. De acordo com Wolin, a filosofia requer, minimamente, critérios de julgamento ético, concepções de acção humana, responsabilidade, liberdade, assim como um método que lhe empreste uma argumentação racional, mais que uma evocação mística.» Mark Warren, Universidade Georgetown

Peso0.374 kg
ISBN Oficial

9789727710423

Editora Oficial

Edições Piaget

Comentários

Não há comentários ainda.

Registrado somente em clientes que compraram este produto pode deixar um comentário.

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar, o utilizador concorda com a nossa utilização de cookies.

Seleccione um ponto de entrega

Produto adicionado!
O produto já está na lista de desejos!
Removido da lista de Desejos

Carrinho de compras

fechar