A carregar...

A SOCIEDADE CONTRA A ESCOLA?

18.89 17.00

A Sociedade contra a Escola? A Socialização Política num Contexto de Incerteza é um estudo sobre os processos de socialização política em curso nas escolas secundárias portuguesas.

Em stock

10% de Desconto Imediato
Compre agora e ganhe 17 Pontos!
Receba entre os dias 25. Maio - 28. Maio
A SOCIEDADE CONTRA A ESCOLA?
Frequentemente comprado em conjunto
1 × A Terceira Mulher

Em stock

15.84 14.26
19.38 17.44
1 × A REDE E O INFINITO

Em stock

13.61 12.25

A Sociedade contra a Escola? A Socialização Política num Contexto de Incerteza é um estudo sobre os processos de socialização política em curso nas escolas secundárias portuguesas. Esta socialização política assenta no ideal de uma cidadania activa e responsável que deve ser promovido e implementado no seio das nossas escolas. O problema é que a escola não tem sido (e não é) um espaço natural onde tal processo pode acontecer e cimentar-se porque os actores aí intervenientes, quer directos (alunos e professores), quer indirectos (pais, técnicos, políticos, meios de comunicação social), estão todos utilizando linguagens e discursos assentes em gramáticas e normatividades plurais, distintas e muitas vezes opostas, que partem de valorizações e vivências muito diferentes e nem sempre concordantes. Assim, as disputas à volta das representações e sentidos da Educação para a Cidadania manifestadas por estes actores na escola traduzem-se em formas de envolvimento da acção descoincidentes, o que exige um trabalho fino que leve à construção de um acordo escolar assente em outros modos de coordenação da acção conjunta e ou comum entre professores e alunos. A “forma escolar moderna” que deveria promover uma “Educação para a Cidadania” enfrenta uma clivagem séria em termos axiológicos e teleológicos por parte de vários intervenientes que, cada um com as suas valorizações e fins heterogéneos, vão desaguar num espaço escolar em que os professores acabam por se sentir perplexos, hesitantes e, por vezes, desarmados na orientação das suas capacidades de actuação face a comportamentos desajustados à “cultura escolar”. O interesse deste estudo reside, entre outros, no assinalar e analisar com rigor esta desarmonia sociopolítica e educativa que os docentes têm de enfrentar no seu trabalho. Ao estudar quatro escolas, social e culturalmente contrastantes, de norte a sul do país, transparece a crítica e o desencanto dos docentes quer em relação aos processos de escolarização (nomeadamente ao nível da transmissão dos saberes), quer em relação ao trabalho de qualificação escolar no âmbito de uma Educação para a Cidadania. No entanto, as análises feitas, ao ultrapassar o paroquialismo geográfico, apontam para a necessidade de se reapreciar todo este processo de Educação para a Cidadania, no contexto mais amplo, onde as autoridades governativas não poderão estar ausentes e onde todos terão de encontrar, com imaginação, as alternativas que, perante o complexo quadro presente, poderão fomentar e consolidar a convenção sobre a Educação para a Cidadania no âmbito de modalidades plurais de regimes de envolvimento da acção a desencadear pelos actores intervenientes na escola.

Peso0.59 kg
ISBN Oficial

9789896590246

Editora Oficial

Edições Piaget

Comentários

Não há comentários ainda.

Registrado somente em clientes que compraram este produto pode deixar um comentário.

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar, o utilizador concorda com a nossa utilização de cookies.

Seleccione um ponto de entrega

Seja notificado quando o produto estiver em stock. Indique o seu e-mail abaixo
Produto adicionado!
O produto já está na lista de desejos!
Removido da lista de Desejos

Carrinho de compras

fechar