A carregar...

DA NATUREZA E PRÁTICA DE PREÇOS E CUSTOS

24.14 21.72

Este é um livro de economia que se escreveu contra a contabilidade enquanto método que pretende determinar custos que afectam o futuro.

Em stock

10% de Desconto Imediato
Compre agora e ganhe 21 Pontos!
Receba entre os dias 26. Abril - 29. Abril
DA NATUREZA E PRÁTICA DE PREÇOS E CUSTOS
Frequentemente comprado em conjunto
19.94 17.95
18.89 17.00
22.04 19.83

Este é um livro de economia que se escreveu contra a contabilidade enquanto método que pretende determinar custos que afectam o futuro. É um livro que lida com a incerteza do futuro rebelando-se contra a segurança do passado. A economia, enquanto ciência das escolhas e decisões, é uma ciência de natureza prospectiva, que procede estabelecendo hipóteses alternativas sobre preferências futuras de consumidores e processos de produção, em contexto de incerteza e de risco. Como a incerteza associada ao futuro é muito vasta, nem todas as abstracções hipotéticas alternativas podem ser consideradas. É necessário usar procedimentos heurísticos que diminuam o vasto campo do possível, reduzindo-o às conjecturas logicamente plausíveis. A contabilidade, ao contrário, é retrospectiva, visa o passado. Melhor, a contabilidade pretende explicar o futuro com base no passado; o futuro seria apenas uma qualquer combinação linear de eventos passados. Esta pretensão supõe certeza e continuidade, e os modelos de certeza e equilíbrio são irrelevantes numa economia em permanente mutação onde não há lugar para a regularidade e previsões lineares. A economia, enquanto ciência das escolhas e decisões, é uma ciência de natureza prospectiva, que procede estabelecendo hipóteses alternativas sobre preferências futuras de consumidores e processos de produção, em contexto de incerteza e risco. Como a incerteza associada ao futuro é muito vasta, nem todas as abstracções hipotéticas alternativas podem ser consideradas. É necessário usar procedimentos heurísticos que diminuam o vasto campo do possível, reduzindo-o às conjecturas logicamente plausíveis. A contabilidade, ao contrário, é retrospectiva, A economia, enquanto ciência das escolhas e decisões, é uma ciência de natureza prospectiva, que procede estabelecendo hipóteses alternativas sobre preferências futuras de consumidores e processos de produção, em contexto de incerteza e risco. Como a incerteza associada ao futuro é muito vasta, nem todas as abstracções hipotéticas alternativas podem ser consideradas. É necessário usar procedimentos heurísticos que diminuam o vasto campo do possível, reduzindo-o às conjecturas logicamente plausíveis. A contabilidade, ao contrário, é retrospectiva, visa o passado. Melhor, a contabilidade pretende explicar o futuro com base no passado; o futuro seria apenas uma qualquer combinação linear de eventos passados. Esta pretensão supõe certeza e continuidade, e os modelos de certeza e equilíbrio são irrelevantes numa economia em permanente mutação onde não há ligar para a regularidade e previsões lineares. A história é uma fonte de ensinamentos importante: o passado ajuda a economia no desenho das hipóteses, mas não pode decidir cientificamente sobre o futuro. A história é contingente e, frequentemente, eventos acontecidos nas profundezas do passado têm maior efeito nos resultados finais do que eventos mais recentes, frustrando qualquer previsão credível; muito daquilo que é magnífico no presente decorreu de acontecimentos remotos que na sua origem foram fortuitos, triviais, secundários e risíveis, e que, na altura em que aconteciam, ninguém se atreveria a vaticinar o seu sucesso de agora. O futuro pode emergir do passado numa forma tão inesperada que dificilmente se reconhece nesse passado onde flúi; tal como o vapor de água dificilmente se reconhece na estrutura molecular da água donde proveio. Neste sentido, o passado não tem futuro, Este livro é sobre a natureza dos preços e custos relevantes necessários para testar a existência de subsídios cruzados. O teste de subsídios cruzados consiste tão-somente na comparação entre receitas (preços) dos serviços e os seus custos isolados de produção. O livro mostra que os preços relevantes são os preços de mercado e os verdadeiros custos económicos são custos de oportunidade prospectivos, que podem ser determinados por simulação de hipóteses alternativas de produção, como, de resto, a teoria económica sugere. A indústria de telecomunicações serviu de pretexto para, capturando a sua estrutura de custos, aplicar a economia à detecção e medida de subsídios cruzados entre alguns dos seus serviços. O autor utilizou, na determinação dos custos isolados de oportunidade dos serviços de telecomunicações, um modelo de custeio económico de processo de engenharia que usa um procedimento heurístico que «poda» o espaço geográfico de uma rede de telecomunicações. O livro conta também o fracasso dos métodos contabilísticos no teste de subsídios cruzados.

Peso0.6 kg
ISBN Oficial

9789727716005

Editora Oficial

Edições Piaget

Comentários

Não há comentários ainda.

Registrado somente em clientes que compraram este produto pode deixar um comentário.

AutorSOARES, JOSÉ FERNANDES
EditoraEdições Piaget
Primeira Publicação2003
FormatoFísico - Impresso
IdiomaPortuguês
ISBN9789727716005
EAN978-972-771-600-5
Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar, o utilizador concorda com a nossa utilização de cookies.

Seleccione um ponto de entrega

Seja notificado quando o produto estiver em stock. Indique o seu e-mail abaixo
Produto adicionado!
O produto já está na lista de desejos!
Removido da lista de Desejos

Carrinho de compras

fechar