A carregar...

OS LIMITES SOCIAIS À TEORIA ECONÓMICA

18.85 16.96

Enquanto tanto os novos socialistas de mercado, como a maioria do movimento dos verdes estão de acordo sobre o emprego dos mecanismos de mercado, o argumento deste livro é que os primeiros têm razão ao recusarem dissociar o económico do político e social, e que a tentativa de muitos no movimento dos verdes de fazer isto é um erro.

Em stock

10% de Desconto Imediato
Compre agora e ganhe 16 Pontos!
Receba entre os dias 26. Abril - 29. Abril
OS LIMITES SOCIAIS À TEORIA ECONÓMICA
Frequentemente comprado em conjunto
19.38 17.44
19.89 17.89
10.47 9.42

Enquanto tanto os novos socialistas de mercado, como a maioria do movimento dos verdes estão de acordo sobre o emprego dos mecanismos de mercado, o argumento deste livro é que os primeiros têm razão ao recusarem dissociar o económico do político e social, e que a tentativa de muitos no movimento dos verdes de fazer isto é um erro. A noção de que algumas avaliações objectivas dos estragos ambientais podem ser utilizados para «beliscar» a economia, ou que indicadores sociais objectivos podem ser usados para decidir sobre a política, também representa um erro. Em vez disso, a ênfase deve ser direccionada na reposição na agenda política das decisões políticas sobre a distribuição dos recursos e a repartição. O aspecto a salientar é que estes mecanismos de trocas no mercado precisam de ser montados e apoiados pelo Estado, como pela sociedade. As únicas coisas que estão trocadas no mercado são os direitos legais à propriedade, não os bens físicos em si. Estes direitos dependem, para a sua existência, do dever dos outros de respeitar o direito sustentado, com a aplicação de sanções contra os que não praticam o seu dever. No entanto, os direitos são muitos e variados e uma das decisões a ser tomada pelo processo político sobre qual o conjunto específico de direitos deve ser sancionado. A direita muitas vezes usa o conceito de «Estado minimal» para descrever um Estado que apenas impõe os direitos de propriedade. Pode ver-se que este conceito é algo falso; os direitos de propriedade têm que ser criados inicialmente pelo Estado, que também decide sobre a forma como irão ser trocados – o que devem ser as leis contratuais. O conceito de Estado minimal está mais ligado às outras imposições sobre as quais o Estado funciona do que se deve ir «além» da manutenção dos direitos de propriedade. Tudo isto quer dizer que os mecanismos do mercado podem ter configurações e formas diferentes e decidir entre estas é uma tarefa principal do Estado.

Peso0.418 kg
ISBN Oficial

9789727710508

Editora Oficial

Edições Piaget

Comentários

Não há comentários ainda.

Registrado somente em clientes que compraram este produto pode deixar um comentário.

AutorMULBERG, JON
EditoraEdições Piaget
Primeira Publicação1999
FormatoFísico - Impresso
IdiomaPortuguês
ISBN9789727710508
EAN978-972-771-050-8
Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso website. Ao navegar, o utilizador concorda com a nossa utilização de cookies.

Seleccione um ponto de entrega

Seja notificado quando o produto estiver em stock. Indique o seu e-mail abaixo
Produto adicionado!
O produto já está na lista de desejos!
Removido da lista de Desejos

Carrinho de compras

fechar